#428: Um Amor para Lady Johanna – Julie Garwood

, em quarta-feira, 3 de maio de 2017 ,
Bookmark and Share

Editora: Universo dos Livros
Páginas: 400
Ano: 2016

Sinopse (Skoob):
Uma jovem viúva. Um guerreiro escocês fascinante. Duas vidas transformadas pelo amor e por uma paixão avassaladora. Quando Lady Johanna soube que estava viúva, ela prometeu que jamais se casaria novamente. Com apenas dezesseis anos, ela já possuía uma força de vontade que impressionava a todos que enxergavam além de sua beleza avassaladora. Contudo, quando o Rei John ordenou que ela se casasse outra vez – e selecionou um noivo para ela – pareceu que a moça deveria se conformar com esse destino. Seu irmão, no entanto, sugere ao Rei um novo pretendente: o belo guerreiro escocês Gabriel MacBain. No início, Johanna estava tímida, mas, conforme Gabriel revelou com ternura os prazeres magníficos a serem compartilhados, ela começou a suspeitar que estava se apaixonando por seu novo e rude marido. Logo ficou claro para todo o clã das Terras Altas, portanto, que o ríspido e galante lorde rendera completamente seu coração. Porém, a iminência de uma intriga da realeza ameaça separar o casal e destruir o homem que ensinou a Johanna o significado do verdadeiro amor, que a transportou além de seus sonhos mais selvagens.


O Barão Raulf Williamson era um péssimo marido e também não ligava muito para o que determinados lordes sob seu comando faziam nas terras da família. Foi assim que ele perdeu um de seus territórios nas Terras Altas para Gabriel MacBain e seu clã.
Quando Johanna, que passara três anos casada com Raulf, soube da morte do marido, secretamente agradeceu a Deus e decidiu que não queria se casar nunca mais. Porém um ano depois disso, seu irmão, o Barão Nicholas Sanders, chegou à sua casa com a notícia de que o rei queria que ela se casasse novamente.
Não podendo deixar que a irmã casasse novamente com outra pessoa ruim e para afastá-la da Inglaterra, Nicholas usou de sua influência como barão para sugerir um noivo que seria adequado a Johanna e é assim que ele a leva até Gabriel MacBain em sua fortaleza, terra que antes era de Raulf, para que eles se casem.
Johanna não gosta mais daquela situação do que Gabriel, porém eles precisam aceitar. Ele porque ela é a verdadeira dona das terras onde está seu clã, e com o casamento as terras passam a ser de MacBain. Ela porque sabe que seu futuro marido pode protege-la quando ela precisar, e Johanna sabe que precisará de proteção pois detém o conhecimento de um segredo obscuro. Além disso, Gabriel pode ser sua chance de ter a liberdade que nunca experimentou desde que casou pela primeira vez.
A adaptação de ambos um com o outro não será fácil. Ela tem alguns traumas. Ele não estava procurando uma esposa. Ela é inglesa. Ele já tem que lidar com um povo dividido por ser a aliança de dois clãs.
Johanna precisará ser forte e determinada. Gabriel precisará aprender a ceder e se adaptar. E os dois precisarão unificar dois clãs em um se quiserem a sobrevivência pacífica de todos.

Esse livro da Julie Garwood foi indicação de uma amiga (Valeu, Isa!) e apreciei bastante! Bem no estilo que eu gosto de personagens e romance fofo.
Gosto muito da força de Johanna, pois ela passou por maus bocados nas mãos do Raulf e superou tudo. E ela também é bem inteligente tramando um meio de unir o povo sob o comando de seu marido. Detalhe que eu passei boa parte do livro esperando que alguém fizesse exatamente o que ela fez e quando ela fez eu gargalhei.
Gabriel também é ótimo, justo e paciente. Comandar dois clãs não é fácil e lidar com uma esposa que ele não queria e que é teimosa também não. Então, admiro o cara por se manter são em meio a tudo isso. Kkk
No quadro de coadjuvantes dou destaque a Calum e Keith, os comandantes do exército do Gabriel. Um MacBain e um Maclaurin para representar ambos os clãs sob o comando de Gabriel. Eles são também uma espécie de mediadores com os clãs e se tornam os protetores de Johanna em dias alternados. E rendem algumas cenas bem divertidas, principalmente o Keith reclamando que a Johanna não respeita o revezamento entre os clãs. (Não vou explicar essa, leiam para entender.)
Fora isso... Nada! Não vou falar mais. Quem gosta de romances de época, especialmente com highlanders, vai adorar! Então, leiam!

Nota: 5/5 – favorito.

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Maio.

Nenhum comentário :

Postar um comentário