Cole Entrevista #6: Luciane Rangel

, em terça-feira, 9 de agosto de 2016 ,
Bookmark and Share



A primeira entrevista do blog, lá em janeiro de 2012, foi com a Luciane Rangel. Depois de quatro anos, três livros novos e uma mudança de vida, eu voltei a entrevistar a autora.


Conte um pouco sobre você.
Moro no Rio de Janeiro, sou mãe de cachorro (uma vira-lata arteira e linda) e mega canceriana (drama queen total!). Sou formada em Direito, fiz magistério no Ensino Médio - e por isso trabalhei como professora durante um bom tempo e iniciei minha segunda faculdade no curso de Letras - Português/Japonês, mas tive que dar uma pausa pela falta de tempo (algum dia pretendo terminar!) Amo ler e escrever =)

Você anunciou recentemente que deixou seu trabalho "normal" para ser escritora em horário integral. Como foi esse processo?
Não foi algo rápido, muito menos fácil. Publiquei meu primeiro trabalho em 2010 e, desde então, vim tentando manter a jornada dupla. Mas foi ficando cada vez mais complicado, porque a Literatura exige muito da gente e eu sempre quis ter mais tempo para me dedicar mais a isso. Até que chegou um momento em que eu não conseguia mais administrar os dois trabalhos e, na hora de escolher, escutei meu coração. Ser escritora é o que eu mais amo nesse mundo e, agora, posso me dedicar mais a isso. Deu medo e insegurança? E como! Ainda mais porque eu era funcionária pública, tinha estabilidade e, com isso, certa segurança. Mas escolhi o que me fazia mais feliz e acredito que tudo dará certo!

Amazon

Você começou publicando de forma independente e hoje tem livros por duas editoras (Tenshi - Era Eclipse, Destinos de Papel - Qualis) e na Amazon em formato e-book (Guardians e Micaela & Maire). Como é a repercussão de cada formato? O que os seus leitores preferem?
Acabam sendo dois públicos diferentes. Tenho muitos leitores que só leram os livros físicos, e outros tantos que só leram os digitais. E a maior parte dos que leram os dois sempre reclamam de algum deles (ou porque não curtem ler em e-book, ou porque acham que o livro físico é mais difícil de carregar), é super interessante isso.

Você tem pretensão de relançar Guardians e Micaela & Maire em formato físico? (Queria tanto!)
Ah, querer a gente sempre quer, né? rs... Mas não depende só do autor, infelizmente. Tenho muita vontade de voltar a ter esses dois títulos em livros físicos, e muitos leitores me cobram também.

Fale um pouco dos seus livros já lançados.
Guardians é uma aventura/fantasia de 12 pessoas com a missão de salvar o mundo humano do ataque de seres monstruosos conhecidos como Youkais. Micaela & Maire é um "filhotinho" de Guardians: é um livro-extra contando a história de duas personagens de Guardians. Como elas se conheceram e iniciaram seu relacionamento. Tenshi também é um romance, e conta a história de uma menina ocidental adotada e criada no Japão, que enfrenta no dia a dia o preconceito por ser diferente; E Destinos de Papel, meu lançamento, é um romance com um toquezinho sobrenatural, sobre uma jovem irresponsável e aloprada que passa a trabalhar em uma escola, como uma espécie de conselheira dos alunos, e lá conhece Júlia, uma adolescente problemática que tem um dom misterioso.

Amazon

Você é bem versátil com relação aos estilos que escreve - cada livro tem um estilo bem diferente -, então diz para a gente o que te agrada mais escrever: romance ou fantasia? E é fácil variar tanto?
Gosto de escrever para o público jovem, o que talvez seja o maior ponto em comum entre os meus livros. Dentro disso, acabo variando um pouco. Acho que não tenho uma preferência. Quando me envolvo na história, a coisa flui.

Como foi a pesquisa para ambientar os seus livros cujas narrativas se passam fora do Brasil (Guardians e Tenshi no Japão, Mic & Maire na Europa)?
Ao mesmo tempo em que é cansativa, a pesquisa é uma das partes mais legais de se escrever uma história. A cada livro novo, eu acabo descobrindo muitas coisas novas. É preciso ter muita atenção a cada detalhe, por menor que possa parecer, para não deixar furos na história. Muita gente acha que só se pode escrever sobre lugares que já se conhece. Eu discordo completamente. Acho um desafio delicioso ambientar histórias em locais novos, por mais que dê muito mais trabalho.

Há novos livros em andamento? O que podemos esperar para o futuro?
No momento estou trabalhando em um novo projeto que provavelmente vocês conhecerão em 2017. E já estou iniciando o roteiro do que virá depois desse. A gente nunca para!


Com tantas protagonistas diferentes, tem alguma que é sua favorita? Qual é mais Lucy?
Costumo dizer que amo todos os meus personagens, até mesmo os vilões! rs... Mas a mais parecida comigo, na personalidade, sem dúvidas, é a Umi, de Tenshi. Ela tem muito do meu jeito quando adolescente. Mas a que mais me divertiu enquanto escrevia, sem dúvidas, é a Rebeca, de Destinos de Papel. O posto de favorita, acho, fica dividido entre ela e a Mic, de Micaela & Maire.

E dentre os rapazes, tem um preferido? 
Shimada-sensei! (De Tenshi). Mas o Lucas, de Destinos de Papel, também é uma fofura! Os rapazes de Guardians também são meus queridinhos... Ai, meu Deus, não sei escolher um só! rs

Escutamos por aí que as histórias têm vida própria. Você já se pegou mudando completamente o texto porque seus personagens exigiram mudanças quanto a sua ideia inicial? Se sim, qual personagem de qual livro fez isso com você?
Acontece o tempo todo! Sempre faço um roteiro antes de começar a escrever e, geralmente, já tenho a história de cada personagem montada na minha mente. Mas é super comum o personagem "decidir" que tomará outras atitudes ou que terá outro final. Em todos os livros acontece isso. Em Guardians, por exemplo, eu tinha dois guardiões destinados a morrer, e no fim só matei um deles. E um casal que não ficaria junto, acabou ficando. Em Destinos de Papel, também, teve uma personagem que deveria morrer e acabou sobrevivendo rs.


Deixe uma mensagem aos Colecionadores de Histórias.
Amorecos, obrigada pelo carinho de vocês! Não só comigo, mas com toda a literatura nacional. O apoio de vocês é fundamental! E continuem lendo! Sempre! Beijos no coração de todos vocês!

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Agosto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário