#378: Santuário – Nora Roberts

, em sexta-feira, 5 de agosto de 2016 ,
Bookmark and Share

Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 532
Ano: 2007

Sinopse (Skoob):
Fotógrafa de sucesso, Jo Ellen Hathaway pensava que tinha escapado de Sanctuary há muito tempo. Fora lá que passara seus anos mais solitários, depois que a família ficara abalada pelo súbito e inexplicável desaparecimento da sua mãe. Mesmo assim, a ilha na costa da Geórgia continua a atormentá-la em seus sonhos. Ainda mais angustiantes são as fotografias que alguém vem enviando para ela, estranhos closes, instantâneos agressivos... e, a mais chocante de todas, uma foto da mãe, há muito perdida, bela, nua... e morta. É o início de uma trama de tensão e mistério, povoada por fantasmas do passado e um novo e arrebatador caso de amor. Santuário é o mais recente romance de Nora Roberts, a escritora que mais vende romances no mundo.
Jo compreende que é tempo de voltar a Sanctuary. A pousada na ilha, de sua família amargurada e desunida, traz de volta as recordações dolorosas, enquanto ela se envolve mais uma vez em relacionamentos que tanto se esforçou para esquecer. Com a ajuda de um homem, ela precisa descobrir a verdade sobre o que a espreita... e sobre o trágico passado que ainda atormenta sua família. Mas a ameaça que levou Jo a Sanctuary seguiu-a até lá. E as pessoas na ilha descobrirão que seu santuário pode ser o mais perigoso de todos os lugares...
Trazendo uma história de sedução e suspense, envolvendo ligações perigosas e traições familiares, "Santuário" é mais um romance de Nora Roberts.


Jo Ellen Hathaway, fotógrafa conceituada, vivia em Charlotte, afastada da família e das dores que a ilha de Little Desire guardavam. Ela voltava o mínimo possível para Sanctuary, a casa dos Hathaway, desde que saíra de lá aos dezoito anos. Porém, um colapso nervoso e alguns dias no hospital a forçaram a voltar para casa.
Depois de receber vários pacotes com fotos suas, enviados por alguém que estava obviamente lhe espreitando, Jo recebeu uma foto de sua mãe misturada entre as outras. Anabelle Hathaway tinha abandonado a família e a ilha vinte anos antes, ou assim todos pensavam. Contudo, a fotografia fez Jo acreditar que sua mãe estava morta e foi isso que a levou ao ponto máximo do esgotamento e de volta a Sanctuary.
Quem também voltou a Little Desire com um dia de diferença foi Nathan Delaney. Ele passara um verão inesquecível com a família na ilha vinte anos antes e, depois de descobrir alguns segredos do seu pai, precisou voltar para tentar entender e seguir em frente. E para encarar a família que David Delaney tinha mudado para sempre.
Os Hathaway eram uma família desunida desde o sumiço de Anabelle. Kate Pendleton, uma prima dela, veio e assumiu a casa, a direção da família e da pousada que Sanctuary era. Brian, o filho mais velho, cresceu amargurado e se tornou um cozinheiro de mão cheia, com nada de relacionamento com o pai que não o entendia nem um pouco. Alexa, a filha mais nova, morara por um ano em Nova York em busca do sonho de ser atriz, porém retornara à ilha há alguns meses após não conseguir nada. Seu relacionamento com o pai também era inexistente. Sam Hathaway só tinha olhos para a ilha e sua conservação.
Apesar de todos viverem sob o mesmo teto, cada um levava sua própria vida separada e a recepção a Jo foi gelada e quase indiferente. Ela também, tendo sempre resolvido seus problemas sozinha, não se abriu logo para eles e Kate era a única a fazer algum esforço para tentar unir novamente os Hathaway.
Nathan e Jo Ellen logo se encontram, porém ela não o reconhece de cara. Impactado pelo reencontro, Nate resolve esperar um pouco antes de enfrentar o que precisa enfrentar e se vê mais e mais envolvido por Jo. Ela não deseja um relacionamento, porém as coisas mudam. E mudarão ainda mais antes do fim. Resta saber se todos aguentarão as revelações e suas consequências.

Santuário é um suspense muito bom. Cheio de romance, mas com um foco bom no suspense e nos segredos que vários dos personagens guardam. Lembro que quando li a primeira vez, vários anos atrás, eu achei até assustador, pois tem várias cenas mais tensas que se passam à noite, em uma floresta e durante tempestades.
A narrativa é carregada de angústias e problemas familiares que precisam ser expostos, encarados e resolvidos o que nos leva a ver uma evolução enorme em todos os personagens envolvidos. Acho que os únicos que quase não mudam são Kate e Giff. E talvez Kirby.
É um livro carregado de sofrimento e que traz lições importantes como manter diálogo entre a família, não se afastar das pessoas que nos são importantes, encarar os problemas, saber pedir ajuda quando necessário, e mais importante que tudo: lutar pela nossa felicidade, mesmo que coisas difíceis se interponham no caminho.
Sei que sou suspeita para falar da Nora Roberts, já que adoro tudo que ela escreve, mas Santuário é um suspense romântico incrível e muito envolvente. Rico em histórias e muitíssimo bem escrito. (E, para quem está abusado de séries, é um livro independente. rsrs)


Nota: 5/5 – favorito.

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Agosto.

Nenhum comentário :

Postar um comentário