#377: O Lorde Supremo – Trilogia do Mago Negro III – Trudi Canavan

, em sexta-feira, 29 de julho de 2016 ,
Bookmark and Share

Editora: Novo Conceito
Páginas: 624
Ano: 2013

Sinopse (Skoob):
Na cidade de Imardin, onde aqueles que têm magia têm poder, uma jovem garota de rua, adotada pelo Clã dos Magos, se encontra no centro de uma terrível trama que pode destruir o mundo todo. Sonea aprendeu muito no Clã, e os outros aprendizes agora a tratam com um respeito relutante.
No entanto, ela não pode esquecer o que viu na sala subterrânea do Lorde Supremo, ou seu aviso de que o antigo inimigo do reino está crescendo em poder novamente. Conforme Sonea evolui no aprendizado, começa a duvidar da palavra do mestre de seu clã. Poderia a verdade ser tão aterrorizante quanto Akkarin afirma? Ou ele está tentando enganá-la para que Sonea o ajude em algum terrível esquema sombrio?


Sonea era uma jovem favelada, que sofria todos os anos com a Purificação e tinha ódio do Magos. Quando ela descobriu e libertou seus poderes, ficou aterrorizada e se escondeu. Porém, o perigo de matar muitas pessoas com o descontrole de sua magia fez com que os ladrões a entregassem a Rothen. Desde então, Sonea aprendeu muito e encarou muitos outros problemas que mudaram sua vida.

Contém spoilers dos livros anteriores.
Quando Akkarin, o Lorde Supremo, descobriu que Sonea, Rothen e o Administrador Lorlen sabiam que ele era um sabedor e usuário de Magia Negra, tomou a jovem como sua aprendiz e impingiu a Lorlen um anel ornado com uma pedra de sangue – que permitia a Akkarin saber tudo que o Administrador pensava, via e etc. –, mantendo todos, de certa forma, reféns dele.
Meses se passaram e Sonea continuava odiando seu novo mentor. Até que ele resolveu lhe mostrar que Magia Negra não era de todo ruim. Primeiro, Akkarin deu a ela alguns livros muito antigos, onde segredos do Clã de mais de quinhentos anos foram revelados e Sonea aprendeu que alguns magos sabiam e usavam Magia Superior, inclusive para fazer coisas que existiam até os dias atuais.
Depois o Lorde Supremo explicou a ela porque aprendeu Magia Negra e a jovem finalmente compreendeu seus motivos. Apesar de não ter aceitado as circunstâncias muito bem logo de início, Sonea refletiu muito e passou a apoiá-lo, pelo bem de Kyralia. Foi assim que os dois terminaram sendo expulsos do Clã e empreendendo uma jornada extremamente difícil para retornar e salvar Imardin.

A conclusão da Trilogia do Mago Negro me deixou muito satisfeita e, ao mesmo tempo, desejosa de um quarto livro contando como tudo ficou após a passagem de alguns anos, pois o epílogo desse volume final é quase nada perante tantas mudanças. (Por isso a nota contraditória.)
Sonea continuou sua evolução mágica e pessoal muito bem. Extremamente madura, ela quase sempre reflete bastante antes de tomar qualquer decisão importante que vá alterar sua vida de forma permanente.
Rothen perdeu destaque, porém não perdeu meu afeto. Dannyl ganhou mais respeito de minha parte. Cery volta a aparecer bastante nesse volume e também mostra uma evolução de caráter e posição interessante.
Como a protagonista, eu me surpreendi com a profundidade das motivações de Akkarin. Sua história de vida me fez sofrer por ele e passar a admirá-lo ao invés de detestá-lo.
Trudi Canavan sabe envolver o leitor, mesmo com uma narrativa que não é sempre super ágil, e surpreendeu com os rumos que deu à história. Eu não esperava algumas coisas que aconteceram.
Leiam esse trilogia! É muito bem escrita e vai agradar quem é fã de fantasia e histórias de magia.

Nota: 4,5 – favorito.

Trilogia do Mago Negro:

  1. O Clã dos Magos
  2. A Aprendiz
  3. O Lorde Supremo

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Julho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário