#374: A Garota Italiana – Lucinda Riley

, em sexta-feira, 15 de julho de 2016 ,
Bookmark and Share

Editora: Arqueiro
Páginas: 464
Ano: 2016

Sinopse (Skoob):
Uma inesquecível história de amor, traição, paixão, obsessão e música.
Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino.
Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor.


Quando Rosanna Menici tinha 11 anos sua vida era ajudar os pais na pizzaria e invejar Carlotta, sua irmã mais velha, por ser muito bonita e chamar a atenção de todos.
Porém a situação começou a mudar quando seus pais deram uma festa de aniversário para um casal de amigos e o filho deles veio visitar. Roberto Rossini era um jovem cantor de ópera, que se mudara de Nápoles para Milão para estudar na melhor escola de música da Itália, o Scala. Muito bonito e com sua voz de tenor, ele deixou Rosanna encantada.
Em retorno, a menina o deixou embasbacado ao cantar Ave Maria com uma voz firme e que demonstrava que ela tinha o dom. Roberto lhe disse para procurar Luigi Vicenzo, pois ele com certeza ia querer treiná-la. Os pais de Rosanna não deram atenção àquilo, já que aulas de canto certamente seriam muito caras, porém Luca, irmão da menina, vendo que ela queria muito as aulas, prometeu ajudar sua piccolina a fazer as tais aulas.
Anos depois, Rosanna conseguiu, por meio de um recital na casa de Luigi, entrar para o Scala com bolsa de estudos e passou a ser a protegida de Paulo de Vito, o diretor. Ela se mudou para Milão acompanhada por Luca e finalmente reencontrou Roberto. Rosanna se manteve distante por um tempo, pois sabia de sua péssima reputação com as mulheres, porém eles viajaram para se apresentar juntos e terminaram por se envolver, ela cedendo ao amor que sempre sentiu pelo astro.
Roberto prometeu que mudaria por ela, que nunca mais mentiria. Porém, será que ele realmente muda?

Gostei muito de A Garota Italiana, a escrita de Lucinda já era gostosa e fluída desde o início. E digo isso, pois esse livro é mais antigo do que outros dos já publicados aqui. Ela explica numa nota que escreveu a primeira versão em 1996 e que, ao ser convidada a relançar, revisou e atualizou muita coisa.
O que não me agradou tanto nesse livro foi o protagonista, por mais que ele melhore com o caminhar e desfecho da história, Roberto fez muitas coisas que me desagradaram e não me afeiçoei nem um pouco a ele. De Rosanna eu gosto, porém não entendo algumas de suas atitudes e como ela se deixa transformar completamente quando está perto de Roberto, por isso não consegui me identificar tanto com ela.
Meu personagem preferido é Luca. Gentil, cuidadoso, carinhoso, centrado... Posso listar vários adjetivos para ele, mas vou ficar por aí e dizer que eu torcia mais para a vida dele dar certo do que a de Rosanna.
Tenham certeza de uma coisa: A Garota Italiana é um belíssimo romance, com várias intrigas, segredos por todos os lados, traição, perdão e muito amor. De várias magnitudes formas de expressão. Sendo assim, leiam. É muito bom!

Nota: 4/5.

Outros livros da autora:
A Luz Através da Janela
A Garota do Penhasco
Série As Sete Irmãs (As Sete Irmãs, A Irmã da Tempestade, A Irmã da Sombra [a ser publicado em agosto])

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Julho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário