#345: Hex Hall (Sortilégio) – Hex Hall I – Rachel Hawkins

, em segunda-feira, 4 de abril de 2016 ,
Bookmark and Share

Editora: Galera Record
Páginas: 303
Ano: 2011

Sinopse (Skoob):
Há 3 anos, Sophie descobriu que não é uma menina como as outras. Ela é uma bruxa e, até agora, isso só lhe trouxe alguns... arranhões! Sua mãe fez tudo o que pôde para ajudar: leu o que conseguiu encontrar sobre bruxas, fadas e magia; procurando consultar o pai ausente de Sophie — um poderoso feiticeiro europeu — só quando necessário. Até que a menina atrai atenção além da conta depois de um feitiço de amor poderoso demais...
E é seu pai que define a sentença: Sophie deve ir para Hex Hall, um reformatório afastado de tudo e de todos que está sempre de portas abertas para receber qualquer “prodígio” que saia da linha — ou seja, além de bruxas como Sophie, fadas, metamorfos etc.
E a tendência de Sophie para encrencas não decepciona. Já no fim do primeiro dia, ela acumula problemas: três poderosas inimigas que mais parecem supermodelos, uma fantasma que cisma em persegui-la, uma paixonite idiota pelo feiticeiro mais charmoso da escola — e ele tem namorada, mas como Sophie poderia saber? Para piorar, sua companheira de quarto é a pessoa mais odiada do campus, e a única vampira entre os alunos... Sim, os sanguessugas não têm boa fama, e uma série de ataques a estudantes acaba fazendo da única amiga de Sophie a suspeita número um na mira do Conselho e da direção da escola.
Isso não é tudo, e Sophie precisa se preparar. Uma antiga sociedade secreta determinada a destruir todos os prodígios, inclusive e principalmente ela, parece estar mais próxima do que nunca de Hex Hall. Sophie terá de descobrir, do que sua magia é capaz e, sobretudo, suas origens e quem ela é de verdade. 


Sophie estudava em Green Mountain há apenas 3 meses, mas já sabia que a garota chorando no banheiro durante a festa de formatura era Felícia, uma garota mais velha que era o alvo de todos da turma quando se pensava em zombarias. Sophie resolve então ajuda-la e pergunta quem ela gostaria de ter como acompanhante, já que esse era o motivo de seu choro. Para atrair o rapaz que Felícia desejava, Sophie fez um feitiço, porém quando ele chegou na festa tudo deu errado e todos descobriram o que ela era. De novo.
Desde que seus poderes surgiram, aos 12 anos, Sophie passou a se meter em problema atrás de problema ao usá-los. Agora com 16 e depois de ter passado por 19 escolas normais, o Conselho – que protege o mundo dos Prodígios (como se chamam bruxos, metamorfos e outros seres) – resolveu que o único jeito para Sophie era ser mandada para Hecate Hall, uma escola especial, até que ela complete 18 anos.
Ela vai para a nova escola se sentindo vítima de um aprisionamento, até porque a Hecate Hall fica em uma ilha da Geórgia. Ao chegar lá, Sophie descobre que dividirá seu quarto com Jenna, a única vampira da escola. Ela também se interessa por um bruxo da sua idade, Archer Cross, porém ele tem uma namorada, Elodie e Sophie e ela não demoram muito para se estranharem e passarem a ser inimigas.
Tendo vivido sempre imersa nos costumes do mundo humano, Sophie enfrenta muitos problemas para se adaptar aos costumes da Hecate e para aprender várias coisas que os demais alunos aprenderam logo que manifestaram seus poderes. E ainda tem os segredos de família, que ela começa a descobrir.

Livro de magia é sempre um item que não falta na minha estante, e foi exatamente por ter bruxas que Hex Hall me atraiu, porém ele nem fala tanto assim em feitiços e tal, foca mais nos segredos e ameaças que a Sophie sofre.
É um livro bom, mas não surpreende muito e eu não sabia exatamente como eles eram os antagonistas, mas já sabia quem eram os vilões, logo depois de conhecer a maioria dos personagens. E a história em si é bem superficial. (Já li romances de banca bem menores com muito mais profundidade no desenvolvimento dos problemas do que esse.)
Não dá para explicar bem essa coisa da superficialidade sem dar spoilers, porque as cenas que mais fiquei “mas é só isso mesmo que vão falar?” foram já no final, mas posso dizer que senti falta da Sophie fincar a vontade dela e exigir falar com o presidente do Conselho, que foi quem deu a ordem para mudar a vida dela completamente. E a autora nem deu a entender que ela estava atordoada demais com tudo para fazer isso, a Sophie simplesmente aceita as coisas e pronto.
Agora estou com vontade de ler o próximo livro, porque quero saber se ela vai seguir em frente com o que decidiu e se um personagem lá é mesmo o que ela descobriu que é, porém não estou ansiosa ou desesperada. (Só vou ter/ler A Maldição se conseguir em troca no Skoob...)

Nota: 3/5.

Série Hex Hall:
  1. Hex Hall (Sortilégio)
  2. A Maldição
  3. O Sacrifício
  4. School Spirit (spin-off) – não publicado no Brasil.


P.S.: Livro 3/20 do Desafio Book Jar 2016.

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Abril. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário