#333: Êxtase Mortal – Série Mortal #04 – Nora Roberts

, em quarta-feira, 2 de março de 2016 ,
Bookmark and Share

Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 378
Ano: 2005

Sinopse (Skoob):
No ano de 2058, a forma mais popular de entretenimento são os poderosos jogos de realidade virtual. Através deles, qualquer pessoa é capaz de ingressar facilmente em um mundo fantástico repleto de prazeres e perigos. A vantagem é que não há riscos; é tudo uma grande brincadeira, uma mera simulação. Ou, pelo menos, era isso o que todos pensavam até um brilhante engenheiro aparecer morto.
Em 'Êxtase Mortal', o quarto livro da famosa série de romances policiais futuristas que Nora Roberts escreve sob o pseudônimo de J.D. Robb, Eve Dallas - detetive do Departamento de Homicídios da Cidade de Nova York - descobre que essa morte é apenas uma das peças de um caso muito mais intrincado do que aparenta.


Pode conter spoilers dos livros anteriores.

Eve e Roarke estão aproveitando uma viagem de trabalho a um resort fora do planeta para curtirem um tempo sozinhos, quando um jovem empregado da empresa de Roarke comete suicídio. Eve, como autoridade policial superior lá, investiga a morte enquanto a polícia espacial não chega.
Apesar de nada no comportamento recente e nos testemunhos de quem o conhecia indicar que o jovem era propenso a cometer suicídio, não há nenhuma prova de crime, então o caso é encerrado. Porém ele não sai da cabeça de Eve.
Ao voltar para a Terra, a detetive é chamada em outra cena de provável suicídio, também cometido por uma pessoa que não tinha nenhuma propensão a se matar, e que não tomou nenhuma providência usualmente feita por suicidas. Na autópsia, Morris – o legista – descobre uma marca microscópica no cérebro do morto e mostra à Eve. Ambos acham aquilo bem estranho e, por mais que tenha outros casos mais óbvios, a Tenente convence o Comandante Whitney a lhe dar uns dias para investigar melhor o caso.

O caso, nesse volume, é muito curioso. Mas o que mais gosto em Êxtase Mortal são algumas partes pessoais da história.
Primeiro, mostra mais a relação que existe entre Eve e a Dra. Mira, a psiquiatra associada ao Departamento de Polícia. Como elas estão se tornando amigas e como a médica se preocupa com a Tenente. (Para mim, a Mira se torna mais uma mãe para a Eve que uma amiga. Mas isso é só minha impressão depois de ter lido todos os volumes já lançados aqui.)
Segundo, em um certo ponto, vemos a visão que Eve tem de traição. O que leva a uma cena bem fofa entre ela e Roarke. E atrelado a isso, de certa forma, tem uma criatura que tenta mexer com a cabeça desse casal maravilhoso e que vai ver que ninguém pode brincar com eles. Muito menos se aproveitando da Mavis para chegar até eles.
Quem está acompanhando as resenhas da série já deve ter percebido que eu me ligo muito mais na parte pessoal da vida dos personagens que nos casos em si. Pois é, faço isso mesmo. Apesar de achar os crimes o máximo, meu foco geralmente corre para o pessoal. Mas para quem gosta mais da investigação, não vai se arrepender de ler também.

Nota: 5/5 – favorito!

Série Mortal:
  1. Nudez Mortal
  2. Glória Mortal
  3. Eternidade Mortal
  4. Êxtase Mortal
  5. Cerimônia Mortal
  6. Vingança Mortal
  7. Natal Mortal
  8. Conspiração Mortal
  9. Lealdade Mortal
  10. Testemunha Mortal
  11. Julgamento Mortal
  12. Traição Mortal
  13. Sedução Mortal
  14. Reencontro Mortal
  15. Pureza Mortal
  16. Retrato Mortal
  17. Imitação Mortal
  18. Dilema Mortal
  19. Visão Mortal
  20. Sobrevivência Mortal
  21. Origem Mortal
  22. Recordação Mortal
  23. Nascimento Mortal
  24. Inocência Mortal
 Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Março.

Nenhum comentário :

Postar um comentário