#299: Perdida – Perdida I – Carina Rissi

, em sábado, 11 de julho de 2015 ,
Bookmark and Share

Editora: Verus
Páginas: 472
Ano: 2013

Sinopse (Skoob):
Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura às cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


Sofia é uma aficionada por tecnologia. Seu celular é seu mundo, computadores são imprescindíveis e o tablet deve estar sempre por perto. Porém ela parece não estar tendo muita sorte com esses aparelhos ultimamente. No intervalo de dois dias o computador do trabalho pifa e o celular da jovem cai por água abaixo – literalmente.
O problema do computador foi resolvido com ela trabalhando feito uma condenada em uma antiga máquina de datilografia. O celular, foi o jeito comprar um novo no dia seguinte ao desastre de perde-lo.
Ela compra o aparelho novo de uma vendedora meio estranha, que parece ser meio contra tecnologia. Mas Sofia não liga muito para o jeito da mulher, o que importa é ter aquele peça vital do seu “corpo” funcionando e sempre com ela. Só que ao usar pela primeira vez, uma coisa muito esquisita acontece e Sofia vai parar sabe-se lá Deus quando, porque o onde ela logo descobre, observando os arredores. É o mesmo lugar onde estava antes, só que bem menos desenvolvido.
De mini-saia no século XIX – que é onde Sofia foi parar –, ela é tratada como se tivesse sido assaltada por todos que encontra, o que a deixa desnorteada, principalmente quando Ian Clarke, um rapaz que para para ajudá-la, diz que eles estão no ano de 1830. Sofia não entende o que está acontecendo, até que recebe um telefonema da tal vendedora estranha que diz que ela está onde deveria e que sua jornada está começando.

O livro é bem divertido e tem muitas situações absurdas. Tem uma cena envolvendo folhas de alface que é impagável e inesquecível! Eu gostei bastante dos personagens, apesar de a Sofia ser um pouco fresca, mas ela consegue se adaptar bem à sua nova situação. E muda bastante durante a história, o que conta muito a seu favor!
O Ian é um lorde. Completamente cavalheiro e lindo, é totalmente apaixonante e periguetável. Além de tudo, ele é compreensivo e está sempre disposto a ajudar. Um típico príncipe-no-cavalo-branco.
Para mim, a história tinha terminado bem direitinho com o final que teve, quer dizer, funcionava muito bem como livro individual, porém, já que a Carina resolveu continuar, vou – com certeza – acompanhar as outras aventuras de Sofia e Ian.

Nota: 5/5.

Série Perdida:
Perdida
Encontrada



Escolha da Nanda no Gêmeas Book Club de maio de 2014.

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Julho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário