Café dos Cole #13: Poesias - parte III

, em domingo, 17 de maio de 2015 ,
Bookmark and Share

Continuando a "trilogia" sobre a série A Mediadora, é a vez do Jesse. Essa poesia eu escrevi como se fosse a Suzannah, por isso está em primeira pessoa.
Como disse no post passado, a última estrofe tem um spoiler mais brutal, e um pouco antes dou a entender o que acontece no sexto livro da série.

Jesse

Escuro...
Me afogo em névoa branca e espessa...
Um pesadelo...
Onde está você que não vem me salvar?
Preso em um mundo de sonhos...
Inalcançável para mim...

Um espectro que apenas eu consigo ver...
É isso que você é.
Na cruel realidade que vivo
Você é simplesmente um fantasma.
Como se isso me impedisse de te amar...

Já tentaram te tirar de mim,
Mas eu fui mais forte...
Eu venci...
E te salvei...
O mal não derrotou o meu amor...

Mesmo assim você se foi...
Não pra longe,
Não é impossível te ver...
Só que eu quero você ao meu lado
Sempre...

Ver a cicatriz branca cortando sua sobrancelha...
O peito nu pela abertura da camisa...
Ouvir sua voz...
Te ver lendo,
Acariciando aquele gato doido,
Ou só te ter sentado no banco da janela...

Me sacrifiquei por você...
Quase morri...
E continuarei assim!
Enquanto você precisar...
Enquanto eu te amar...

Consegui que você voltasse
E agora estou feliz...
Os outros também te veem
Mas isso não importa...
Nunca importou...
Você está aqui!
Comigo!
E é isso que interessa

Só te quero ao meu lado
Sentir o teu calor...
Ter o teu carinho...
Ganhar tua atenção...
Poder te falar a todo instante!

Te apresentar aos meus amigos...
Isso é legal...
Simplifica as coisas...
Você me levou ao baile...
Foi minha noite mais feliz!

Eu gostava demais de reticências mesmo, minha nossa!

Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Maio.

Nenhum comentário :

Postar um comentário