#264: A Hora Mais Sombria – A Mediadora 4 – Meg Cabot

, em sábado, 4 de outubro de 2014 ,
Bookmark and Share

Editora: Galera Record
Páginas: 272
Ano: 2005

Sinopse (Skoob):
Neste volume da coleção, Suzannah está de férias e começa a trabalhar como babá em um hotel chique, pois seu padrasto lhe dá duas alternativas: trabalhar, ou receber aulas particulares. Lá, ela conhece Jack, um mediador, e Paul, seu irmão, um garoto muito estranho que logo se apaixona por Suze. Porém não é correspondido. Suzannah tem que trabalhar e fugir das cantadas de Paul. Numa noite, Suzannah é acordada por um fantasma de uma mulher, a ex-noiva Maria de Silva do seu namorado Jesse, e ainda exige que a construção de uma piscina nos fundos da casa de Suzannah seja interrompida imediatamente e isso faz Suze pensar em o que está escondido lá. Será o corpo de Jesse? Suzannah em nenhum momento descarta essa possibilidade. Mas se for isso mesmo? E se solucionarem o seu assassinato e Jesse finalmente passar para o outro lado? Como será que isso vai terminar? Para nossa querida mediadora, problemas e aventuras é o que não falta. E será que Jack fará as escolhas certas? O amor entre Suzannah e Jesse irá aguentar a todas as coisas que acontecerão?


Pode conter spoilers dos livros anteriores.

Suzannah está de férias da escola, a Academia da Missão Junipero Serra, e teve que encontrar um trabalho de verão, ou sua outra opção era ter aulas particulares – regras da casa de Andy, seu padrasto. Seu meio-irmão Soneca Jake arranja um trabalho de baby-sitter no mesmo resort onde ele trabalha como salva-vidas, o Pebble Beach Hotel and Golf Resort.
Por conta do trabalho, Suze conhece Jack, um garotinho com problemas de convívio social, mas que se dá surpreendentemente bem com ela, então os pais dele continuam a requisitá-la para ficar com Jack. A questão é que Jack é um mediador, mas não sabia disso e Suzannah se vê na posição de inicia-lo no dom/maldição/serviço.
O garotinho é legal, porém seu irmão mais velho – da idade de Suze – Paul, apesar de gatíssimo, é um tanto misterioso e até um pouquinho assustador, com seu interesse enorme em Suzannah.
Como se um cara tentando ser namorado dela e um garotinho que acha normal contar para quem quer que seja que vê fantasmas não fossem pessoas suficientes para Suze lidar, uma fantasma furiosa aparece para ameaçar Suzannah: Maria de Silva, a ex-noiva de Jesse, atual namorado da mediadora e o fantasma mais gato de todos.
Maria quer que Suze impeça Andy de continuar cavando o deque dos fundos. O propósito do padrasto da mediadora é por uma piscina e após a ordem da fantasma, Suzannah começa a suspeitar que algo muito importante – talvez o corpo de Jesse – esteja enterrado lá. E se estiver? Será que Jesse irá embora após descobrirem o corpo dele?

Sendo essa a quarta resenha da série, eu não preciso mais dizer o quanto adoro a Suze e o Jesse, né? Nem que eles são incríveis, que o Jesse é o fantasma mais gato e charmoso da eternidade literária e que a Suzannah é estourada e sabe se defender.
O que eu preciso falar sobre A Hora Mais Sombria é do quanto eu detesto o Paul e a Maria! Eles só apareceram para estragar todo o envolvimento já complicado da Suze e do Jesse. O Paul é misterioso e desde o início dá para sacar que tem algo a mais no interesse dele pela Suzannah – coisa que vocês terão de ler para descobrir o que é. E a Maria é simplesmente a maior... Ok, eu não vou xingar ela aqui, mas vocês entenderam... que nunca gostou do Jesse e ainda pensa que manda em tudo mesmo estando no além.
O Jack é muito diferente do irmão. Um garotinho doce e inocente que só precisa de alguém que o guie direitinho nesse mundo da mediação.
Dentro da série não consigo escolher um livro favorito, mas esse tem o personagem que eu mais odeio na série toda, isso eu garanto!

Nota: 5/5 – favorito.

Série A Mediadora:
  1. A Terra das Sombras
  2. O Arcano Nove
  3. Reunião
  4. A Hora mais Sombria
  5. Assombrado
  6. Crepúsculo
Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Outubro.


Nenhum comentário :

Postar um comentário