#245: O Livro das Princesas – Meg Cabot, Paula Pimenta, Lauren Kate e Patrícia Barbosa

, em quarta-feira, 4 de junho de 2014 ,
Bookmark and Share

Editora: Galera Record
Páginas: 288
Ano: 2013

Sinopse (Skoob):
"Da mesa da Princesa Mia Thermopolis: Olá, amigos, fãs e companheiros admiradores de princesas (ou eu deveria dizer simpatizantes de princesas?)! Eu mal pude acreditar quando alguém do Brasil permitiu que EU desse uma olhadinha neste livro. Mas acho que faz sentido, já que, além de ser uma princesa, também tenho verdadeira paixão por histórias românticas! Acreditem no que eu digo, este livro tem essas duas coisas de sobra! Mas são releituras contemporâneas, com reviravoltas que farão você dizer owwwwnnnnnn… Uma Cinderela DJ? Rapunzel popstar? Bela é uma supermodelo? E unicórnios em A Bela Adormecida?! Sim, por favor! Mais, mais. POR FAVOR. Não se preocupem, tem mais. Muito mais. Eu amei, e vocês também vão! (Sim, você também vai amar, Tina Hakim Baba. Pode pegar meu exemplar emprestado quando eu terminar de ler. Não, melhor: compre o seu. Assim você vai poder ler de novo e de novo, como eu pretendo fazer.)

Sinceramente, Sua Alteza Real, Princesa Mia Thermopolis"


A Modelo e o Monstro – Meg Cabot

Belle Morris é uma modelo internacionalmente famosa que, apesar de não querer, se encontra de “férias” em um cruzeiro Miami – São Paulo com seu pai recém-casado, a esposa, Vivian, e a filha dela, Penny.
A modelo deu a viagem ao pai como presente de casamento, uma lua-de-mel, mas ele insistiu em ter as filhas na viagem e Belle não conseguiu não ir. Pelo menos, ela conseguiu que ele ficasse numa suíte presidencial que fora ofertada à ela, e ficou com Penny em uma cabine normal.
Na primeira noite delas no navio, Belle vê de sua mínima varanda um homem, vários andares acima, que logo desperta sua mente criativa e ela começa a imaginar quem é ele e como seria conhece-lo e que ele deve ser como os mocinhos dos romances que ela adora ler.
Da varanda do deque superior, o homem olha para Belle atentamente, mas ele está nas sombras e distante o bastante para ela não ver suas feições, apenas que ele tem um ótimo corpo.
Mais tarde, nessa mesma noite, Belle tem um problema em um dos corredores do navio e é resgatada por ninguém mais, ninguém menos que o tal homem da varanda superior. Quem será ele e o que ele quer em troca da ajuda, ela terá que descobrir.

Eu já conheço a escrita da Meg, pois li praticamente tudo dela que foi lançado no Brasil, então não foi diferente com esse conto e adorei o texto. Claro que, por ser um conto, é bem curto – tem menos de 70 páginas – e eu queria mais, pois a história foi super corrida. Mas fofa e divertida.
Os personagens que aparecem ao ponto de podermos conhecer são Belle, o homem da varanda, Penny e Gus e eu adorei todos. Vou até deixar registrado que uma história de Penny e Gus seria bem-vinda também. rs Além desses, os pais de Belle e Penny não exatamente aparecem, mas tenho certeza que se a Meg escrevesse um livro completo sobre a família eu ia adorá-los.
Nota: 4,5/5.


Princesa Pop – Paula Pimenta

Cíntia Dorella tinha uma vida de princesa até 14 meses atrás, quando ela perdeu uma aula do cursinho de Inglês para estudar para uma prova da famigerada Química e flagrou a pior situação da sua vida! Depois disso, os pais se separaram e ela passou a viver com a tia Helena, irmã de sua mãe, pois a mãe viajava muito à trabalho e ela não queria mais olhar para a cara do pai.
Helena namora com Rafa, que é dono de uma empresa de DJs e uma vez, pouco depois da Cíntia se mudar, deixou ela mixar em uma festa por 20 minutos. A partir daí a jovem encontrou uma única coisa para alegrar sua vida que era tão negra ultimamente e Cíntia passou a aprender mais e trabalhar como DJ nos fins de semana.
A mãe dela está no Japão e elas sempre se falam no recreio do colégio por causa do fuso horário e porque é o único momento em que a mãe tem condições de entrar no Skype, só que a diretora da escola acaba de proibir terminantemente o uso de celulares e até aparecer com eles nas dependências da escola. É aí que a vida da Cíntia vai virar de pernas para o ar mais uma vez, pois ela terminar falando com o pai para que ele resolva a situação com a diretora e ele diz que só vai falar se ela for na festa de 15 anos das “irmãs”, as filhas da nova mulher dele.
O resto, só lendo o conto para saber.

A Paula Pimenta é uma das minhas divas nacionais! Ela cria os melhores personagens! Até os coadjuvantes são ótimos e você realmente é capaz de odiar os malvados. A Cíntia é daquelas mocinhas que tomam as rédeas da situação para si e não ficam esperando pelo príncipe encantado. E o Príncipe dessa história é um fofo!
A tia Helena é um doce, adorei ela e quando a mãe da Cíntia finalmente realmente aparece, eu fiquei na torcida e até gritei para o livro “Vai, tia!”, porque já me sentia amigona da Cíntia e tal.
O pai da garota é um babaca e paspalhão, sinceramente. Quem já leu e concorda comigo? E a madrasta é uma bruxa moderna, com certeza!
Nota: 5/5 – favorito!


Eclipse do Unicórnio – Lauren Kate

Percy é um adolescente de 16 anos que acabou de sofrer sua primeira desilusão amorosa e precisa ir passar um mês em Paris, viagem que planejara fazer com a namorada, além da turma da escola.
Talia é a princesa de Loiria, que ao nascer foi abençoada por sete anjos e amaldiçoada por um outro. Com 17 anos a maldição se cumpriu e ela caiu em um sono profundo de mil anos, velado por Sol e Lua, suas fadas da guarda.
É durante o passeio ao interior de Paris que Percy descobre o castelo onde Talia dorme.

Percy é chato, sempre se lamentando, depressivo e só pensa na namorada que o largou por um cantor de banda.
Não curti muito o conto da Lauren, não pela narrativa que é bem escrita e tal, mas pelo protagonista e pela história em si. Como a proposta do livro é tratar os contos de fadas de forma mais contemporânea, eu achei esse muito conto de fadas literal, esperava algo mais diferente e atual.
Assim, a Lauren cria um personagem de Baltimore hoje e uma de um reino encantado de mil anos atrás; tem unicórnios, anjos e fadas; e no fim do conto fica tudo muito com cara de conto de fadas tradicional e bem no ar.
Nota: 2,5/5.


Do Alto da Torre – Patrícia Barboza

Camila tem 15 anos, longuíssimos cabelos dourados e mora em uma torre, não é à toa que seus colegas de escola resolveram apelida-la de Rapunzel. A verdade é que a madrinha de Camila, Laura, que cuida da garota desde os 8 anos, fez uma promessa quando a afilhada tinha 11 anos e estava muito doente que não cortaria os cabelos de Camila até que ela completasse 15 anos. E elas moram no 12º andar de um prédio com vista panorâmica para Copacabana.
Bem, Camila também assina como Mila Tower, que é seu nome artístico de cantora cover da Katy Perry no Youtube, e não vê a hora de cantar no show de talentos do colégio, um dia após seu aniversário de 15 anos. Ela também não vê a hora de entrar em um salão de cabelereiros e mandar passarem a tesoura nas longas mechas.
E o Pedro é o melhor amigo da Camila, ajuda ela com os vídeos para o canal Do Alto da Torre, já que é vidrado em tecnologia. Além disso, também é zoado na escola por causa dos óculos fundo de garrafa que usa.

Que. Conto. Fofo! Camila, minha xará, é divertida, autêntica e sabe o que quer. Pedro é um fofo. Ainda tem a melhor amiga da Mila, Priscilla, que é do contra em tudo e super engraçada com sua defesa dos clichês da vida; e a Laura, que é uma ótima coadjuvante e me deixou curiosa pra saber mais da história.
Eu mega compraria um livro com a narrativa dessa Rapunzel contemporânea estendida. Adorei o jeito como a Patrícia escreve – que eu não conhecia.
Nota: 5/5.

~*~


A Bela e a Fera, Cinderela, A Bela Adormecida e Rapunzel. Essas são as princesas com histórias revisitadas em O Livro das Princesas e, tirando a parte da Lauren Kate, adorei todos os contos!
Comparando apenas a Lauren e a Patrícia, que usaram mais ou menos a mesma quantidade de páginas para suas histórias, a da Patrícia é mil vezes melhor, pois termina redondinha e é bem contemporânea, como foi a proposta da coletânea. E os personagens são bem mais cativantes na narrativa da Pat.
O livro vale muito a pena! Eu adorei ler tudo, até a parte da Lauren (rsrs). E agora quero muito o livro novo da Paula Pimenta em que ela reconta a história da Bela Adormecida. E super acho que a Patrícia deveria estender o conto da Rapunzel dela, porque eu quero mais!
A edição em si é um primor, que capa linda e fofa! Se não fosse pelas autoras e histórias eu compraria só pela capa com certeza! E as imagens que iniciam cada texto casam perfeitamente com as narrativas! Eu encontrei uns cinco errinhos de palavra errada ou duplicada, mas nem me incomodei já que são tão poucos, até passam batidos de muita gente, com certeza.
E um aparte especial ao texto da Mia na orelha do livro, né!! Toque super especial que adorei!

Nota final: a média oficial é 4,25, mas como só um conto me desagradou e dois eu A-M-E-I, fica 5 de 5 e favorito! ;D

Esse livro foi a escolha da Lu no GBC de Maio.



P.S.: Estava até em dúvida de onde botar esse livro, porque separo os livros entre autores nacionais e americanos, mas como amei principalmente os textos das brasileiras, vai para a estante dos nacionais. Kkk


Comentou? Preencha o formulário e participe do Top Comentarista de Junho.

Nenhum comentário :

Postar um comentário