Chosen

, em segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014 ,
Bookmark and Share

Hi povo!
Bora falar de mais um série?
Dessa vez escolhi falar sobre o Chosen.


Lançamento: 17 de Janeiro de 2013

Nacionalidade: EUA

Criador: Ben Ketai 
                Ryan Lewis 

 ElencoMilo Ventimiglia 
                Nicky Whelan 
                Caitlin Carmichael 
                Diedrich Bader 
                Brett Davern


 Gênero:  Drama /Ação/ Aventura
  
 Sinopse: Chosen narra a história de Ian Mitchell (Milo Ventimiglia) marido, pai e advogado, encontra na porta de sua casa uma caixa contendo uma arma carregada, a foto de um estranho e instruções de como deve matá-lo em três dias.

Bem, comecei a ver essa série por indicação da Jujuba, ou melhor, Juliana Franco.
Logo que vi o episódio piloto, a série me prendeu na hora. Não que seja algo novo, mas pelo fato da mesma, ter um tempo super curto, ou seja, 23 minutos e sempre terminar de uma forma que a pessoa “clama” pelos próximos episódios (viciados me entenderão. rs).
Então, Ian Mitchell que é interpretado por Milo Ventimiglia (Gilmore Gilrs e Heroes) é um advogado, em processo de separação, com sua então esposa/ex-esposa Laura Mitchell interpretada por Nicky Whelan. Juntos tem uma filhinha, a Ellie (Caitlin Carmichael).


Não posso negar que a história lembrou-me os filmes: A Caixa e Jogos Mortais, pois a série é parecida com ambos os filmes.


Explico:

Na série, é deixada uma caixa na porta da casa Ian Mitchell. Nela há uma arma e uma foto e um bilhete dizendo que ele teria 3 dias para matar o desconhecido da foto.


Quase igual ao que ocorre no filme A Caixa, onde as pessoas “decidem” apertar ou não o botão. Uma vez que, se decidir apertar o botão, uma pessoa morre (mas não se sabe quem).
Mas na série Chosen, Ian Mitchell não tem essa opção de decidir ou não, ele simplesmente é forçado a isso.
Aí que entram as comparações com o filme Jogos Mortais, o qual tem que matar uma pessoa para se salvar. É o mesmo que ocorre na série.
Se optar em não matar a pessoa que está na foto, é enviada uma outra pessoa para matá-lo. Isso se não força-lo a concluir tal tarefa, sequestrando alguém que o mesmo ama muito. Ou seja, ou ele faz ou ele faz... Não tem opção!
Outra curiosidade é que não poderá ter a ajuda da polícia, pois também estão envolvidos.
Aos poucos, ele vai descobrindo que está sendo vigiado o tempo todo e sua família também. (quando digo vigiado, me refiro a todo tempo mesmo, qualquer câmera pode gravá-lo, seja na rua, em casa...)
Detalhe: Todas as pessoas que se tornam assassinos, também estão sendo forçadas a matar pessoas.

Bem, assisti até agora a 1º temporada e terminou de uma forma bem complicada, já adianto isso.
O fato de ser uma série bem curtinha (apenas 6 episódios de 23 minutos) faz com que você assista tudo de uma vez. rs
Enfim, para quem gosta de drama, ação e aventura, acho que vai curtir essa série.
Atualmente foi renovada para sua 3º temporada com exibição ainda esse ano (assim espero).
Agora a Mys te pergunta: E se fosse com você? Iria ter a coragem de matar uma pessoa para se salvar ou salvar sua família?

P.S.: A série não tem cenas fortes como o que ocorre em Jogos Mortais, apenas comparei “a opção de escolher matar ou ser morto”, apenas isso. =) 

Inté a próxima galera!


Nenhum comentário :

Postar um comentário