Em Cartaz #12: Natal na Telona

, em segunda-feira, 23 de dezembro de 2013 ,
Bookmark and Share

Vocês gostam do Natal, gente? Eu amo! Minha família por parte de mãe sempre se reúne e a gente faz brincadeiras e se diverte. O pessoal por parte de pai nem sempre está aqui na cidade, então é mais difícil a gente se ver. Enfim... Não é disso que quero falar.
Vou mostrar alguns filmes de Natal que gosto bastante. Me digam se conhecem, já viram e gostam também. ;)


Especial de Natal do Shrek
A família do ogro mais querido das animações está tranquila e feliz em sua casa no pântano quando o inverno chega e com ele, o Natal.
O Shrek nunca comemorou o Natal, mas agora ele tem três filhinhos que merecem algum tipo de festa e a Fiona, que adora a data. Para completar, o Burro aparece aperreando e se dizendo o rei do Natal e coisas do tipo, deixando o Shrek doido! Então o ogro compra um livro sobre como comemorar a data e tenta dar um Natal decente para sua família.
Simplificando, o filme de meia hora de duração é super divertido! O Burro obviamente se mete o tempo todo – quem já assistiu qualquer dos filmes da franquia sabe o quanto ele é intrometido. O Shrek perde a cabeça com o Burro e estraga tudo, mas depois concerta e todos ficam felizes.


Milagre na Rua 34
Uma garotinha muito esperta, Susan a mesma atriz que faz Matilda, é filha da organizadora da parada de Natal de uma grande loja de brinquedos, e não acredita mais em Papai Noel. Ela assiste a parada porque é o trabalho da mãe, mas dessa vez algo vai mudar.
Um senhor chamado Kris Kringle substitui o cara bêbado o chefe do Wes e do Travis em Common Law que geralmente é o papai noel da parada e esse senhor novo parece realmente com o Papai Noel de verdade. Susan até puxa a barba dele para ver se é postiça ou não.
Kris dá alguns concelhos a Susan e parece que ela vai realizar seus sonhos nesse Natal.
Para resumir: eu acho esse filme super fofo! A Susan é uma graça e o Sr. Kringle é demais!


O Presente do Fúria da Noite
Banguela, Soluço e Natal, ou melhor, Snoggletog = filme delicinha!
O Snoggletog é o natal de Berk e toda a vila está feliz porque há paz entre humanos e dragões. Os bichinhos quero um dragão de estimação! estão ajudando a decorar a cidade quando ouve-se um rugido ao longe e uma manada (bando? grupo?) passa voando por Berk. Quando os dragões que moram na ilha veem os outros passando, alçam voo e seguem o bando (?), deixando seus amigos humanos tristes e preocupados.
O Soluço, é claro, vai descobrir o motivo de os dragões terem ido embora e vai trazê-los de volta, com uma surpresa para os moradores de Berk.
Ah! Eu tenho ataques de fofura assistindo o Banguela de um jeito ou de outro então... ;D


O Grinch
Esse é um clássico da Sessão da Tarde. Kkkk
Jim Carrey é o Grinch e odeia o Natal. Vive isolado numa casa longe da vila de Quemlândia e as crianças são ensinadas a teme-lo.
A vila sempre faz uma grande festa de fim de ano e o Grinch ouve a música e a felicidade da casa dele, então ele resolve que acabará com o Natal e se esgueira pela cidade na véspera roubando tudo relacionado à data, só que uma garotinha da vila – que não tem preconceitos – pode mudar o jeito de ser do Grinch.
Então... Eu nem gosto do Jim Carrey, mas gosto desse filme. Acho divertido e tem uma mensagem legal.


Operação Presente
O Papai Noel tem dois filhos que o ajudam com a entrega dos presentes. Steve é o mais velho e comanda a entrega de um centro de comando super hi-tech escondido em algum lugar do Polo Norte. Arthur, o mais novo, é estabanado e cuida das milhares de cartinhas que o Papai Noel recebe. Temos ainda a Mamãe Noel, o Vovô Noel e muitos-muitos elfos.
Tudo sempre dá certo, mas dessa vez um presente fica esquecido e o Arthur resolve – diferente dos outros – que aquela criança, uma garotinha que pediu uma bicicleta, não pode ficar sem seu presente e fará de tudo para entrega-lo antes da manhã de Natal.
O filme é uma graça! O Arthur, o Vovô e a elfa que ajuda eles na entrega da bicicleta são os melhores personagens. É uma animação de Natal bem divertida.


Uma Princesa para o Natal
Esse eu descobri em novembro agora, enquanto pesquisava títulos de filmes natalinos para fazer esse post, e adorei! Já assisti umas três vezes. rs
Jules é uma jovem que trabalha numa loja de antiguidades concertando relógios cuco e cuida dos dois sobrinhos, Milo e Maddie. As crianças são filhas da irmã de Jules e de Charles, o filho de um duque inglês, que não aceitou o casamento do filho com uma plebeia americana e nunca teve contato com os netos. Os pais de Milo e Maddie morreram em um acidente perto do natal do ano anterior.
Poucos dias antes das festas, o mordomo do Duque chega de surpresa à casa de Jules e convida os três para passarem o feriado em Castlebury Hall, a propriedade do lorde. Apesar de desconfiada, Jules aceita o convite, e todos se encantam com o castelo ao chegar, mas Jules terá alguns problemas para dar o Natal que seus sobrinhos merecem, pois Sir Edward é bastante cabeça dura.
Esse filme é bem despretensioso e chega a ser bobinho, mas é muito fofo! Maddie é uma gracinha de menina e usa seu carinho inocente para degelar o coração do avô. Milo é só um adolescente precisando de alguém que o mantenha no caminho certo. E Jules e sua impulsividade são o que falta para transformar Castlebury Hall em um lar se o Duque deixar. Enfim, adorei mesmo descobrir esse filme!

Eu tinha outros filmes anotados para falar aqui – como O amor não tira férias, Sobrevivendo ao natal, Uma noite mágica, Santa Buddies, Tudo em família e Simplesmente amor –, mas não deu tempo de ver/rever todos para preparar o post, então fiquem com os seis anteriores e digam se vocês já assistiram algum, gostaram e quais vocês recomendam.


Feliz Natal! HoHoHo


P.S.: O próximo post sai na sexta-feira, 27.

Nenhum comentário :

Postar um comentário