#211: Anjos à Mesa - Debbie Macomber

, em sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 ,
Bookmark and Share

Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Ano: 2013

Sinopse (Skoob):
Shirley, Goodness e Mercy sabem que o trabalho de um anjo é interminável — especialmente na véspera do Ano-novo. Ao lado de seu novo aprendiz, o anjo Will, elas se preparam para entrar em ação na festa de fim de ano da Times Square. Quando Will identifica dois solitários no meio da multidão, ele decide que a meia-noite será o momento perfeito para dar aquele empurrãozinho divino de que eles precisam para acabar com a solidão. Então, por “acidente”, Lucie Ferrara e Aren Fairchild esbarram-se no meio da alegria da festa, mas, assim como se aproximam, acabam se perdendo: um encontro marcado que não acontece os afasta pelo resto da vida. Ou será que não? Um ano depois, Lucie é a chef de um novo e aclamado restaurante, e Aren é um colunista de sucesso em um grande jornal de Nova York. Durante todo o ano que passou, os dois não se esqueceram daquela noite. Shirley, Goodness, Mercy e Will também não se esqueceram do casal... Para uni-los novamente, os anjos vão usar uma receita antiga e certeira: amor verdadeiro mais uma segunda chance (e uma boa dose de confusão), para criar um inesquecível milagre de Natal.


Quatro anjos podem fazer uma bagunça quando um deles é ainda um aprendiz e as outras três adoram se misturar aos humanos. Mercy, Goodness, Shirley e Will são os anjos em questão e eles vão confundir as coisas nas vidas de Lucie e Aren.
É réveillon na Times Square e Lucie e Aren foram até a festa acompanhados de amigas e da irmã, respectivamente. Em dado momento, eles estão sozinhos e próximos um do outro, mas sem se ver, quando Will anda entre eles e os faz tropeçar em suas asas, mesmo que ambos não a vejam.
Aí ocorre um encontro que só devia vir a acontecer quase um ano depois dessa data. Lucie e Aren se apresentam um ao outro e trocam o tradicional beijo da virada após pouca conversa. A identificação e atração entre ambos é tanta e tão rápida que eles esticam a conversa num café até que Lucie percebe o quão tarde é e diz que precisa ir para casa. Eles não trocam telefones, mas combinam um encontro para o dia seguinte, encontro ao qual Lucie falta porque sua mãe vai para o hospital.
Depois desse desencontro se passam 11 meses, até que Gabriel – o líder dos anjos Embaixadores da Oração, grupo ao qual os quatro outros fazem parte – chama Mercy, Goodness, Shirley e Will para esclarecer a situação bagunçada que eles deixaram, pois em todos os meses que se passaram desde o encontro acidental Lucie e Aren não deixaram de pensar um no outro.
O que os quatro anjos não sabiam é que o encontro do casal já estava programado, mas o que eles fizeram pode mudar completamente o destino de ambos e agora os anjos precisam voltar à Terra e, sem interferir diretamente, guiar Lucie e Aren para que fiquem juntos.

Anjos à Mesa é uma fofinha história na época de Natal. Lucie é uma jovem sonhadora que lutou muito, junto com sua mãe, para abrirem o próprio restaurante e o levarem ao sucesso. Aren é um homem que já sofreu com um casamento fracassado e que se mudou em busca de seguir com sua vida.
As coadjuvantes, Wendy – mãe de Lucie – e Josie – irmã de Aren, são ótimas e divertidas. E os anjos são a parte mais divertida do livro, pois deveriam ser sensatos e comportados, mas se deixam levar pela empolgação da proximidade com os humanos e acabam se metendo em roubadas.
O livro é bem leve, com uma história simples e sem muito drama, só o suficiente para que não fique sem clímax. Indico para quem gosta de romances despretensiosos feitos para se passar o tempo.


Nota: 4/5.

Nenhum comentário :

Postar um comentário