#197: Garota dos Sonhos - Lauren Mechling

, em sexta-feira, 25 de outubro de 2013 ,
Bookmark and Share

Editora: Galera Record
Páginas: 400
Ano: 2011

Sinopse (Skoob):
Claire Voyante tem tido visões desde que se entende por gente. Mas a semelhança entre seu nome e seu talento é pura coincidência. O nome é francês e, diferentemente dos médiuns na TV, nunca ajudou Claire a solucionar crimes ou conversar com os mortos. Na verdade, sempre que ela segue seus instintos, acaba se decepcionando - ou em situações bastante constrangedoras. Mas tudo muda no aniversário de 15 anos da Claire, quando a avó Kiki - ex-socialite, ícone da moda e agora hóspede permanente do Hotel Waldorf-Astoria de Nova York - lhe dá algo um pouco mais extraordinário do que um de seus antigos vestidos de noite: um estranho camafeu, feito de ônix e marfim, pendurado em uma corrente de ouro. Depois disso, não leva muito tempo até o mundo de Claire ficar muito mais claro. E muito mais perigoso. Agora, com a ajuda do novo camafeu e de seu amigo, Louis, Claire precisa desvendar o mistério que se abate sobre a família de sua melhor amiga, Becca - e, de quebra, quem sabe, conquistar seu irmão supergato que, como não poderia deixar de ser, tem uma namorada insuportável. Tudo isso sem revelar seus próprios segredos. Novos amigos, antigas desavenças, joias estranhas e alguns sonhos sinistros em preto e branco - se Claire conseguir sobreviver ao segundo ano da escola, ela pode passar por qualquer coisa.


“A maioria das pessoas diz que a coisa mais diferente em mim é que eu tenho um olho verde e um cor de mel, mas acho que meu amigo Louis acertou na mosca quando disse que estou sempre enrugando o nariz como um pato confuso. Atraente, eu sei.” Pág. 12.

Não são só os olhos que diferenciam Claire dos demais, ela tem um dom. Seus sonhos têm a estranha mania de virar realidade. Como o sonho que ela teve no avião de volta de sua viagem de férias com um cadeado rosa e no aeroporto Claire viu uma garota com uma bolsa com um cadeado rosa. Mas isso não é nada comparado ao que está por vir.
Claire tem uma família diferente: sua avó Kiki é uma ex-socialite, sua mãe tem um déficit de atenção e trabalha como ghost-writer de subcelebridades, seu pai é professor de francês na universidade e seu irmão mais novo Henry – de oito anos - gosta de passear por aí sozinho, as vezes no meio da madrugada.
Como presente de 15 anos, Kiki dá a Claire um lindo camafeu com a silhueta de uma garota em branco num fundo preto e a instrução de nunca tirar o colar a não ser quando for banhar. Claire adora o presente e passa a usá-lo imediatamente. É aí que seus sonhos não muito normais e que tendem a coloca-la em situações geralmente embaraçosas, começam a ocorrer em preto e branco e mais enigmáticos do que nunca. Além de deixa-la exausta.
Para completar, Claire está mudando de escola. Ela estudava em um colégio para gênios criativos super liberal e, como todos os outros alunos de Farmhouse, fez um teste do colégio Henry Hudson no final da oitava série. Teste esse que ela gabaritou e com isso ganhou a chance de entrar para a escola de nerds.
Só que Claire não queria mudar de escola porque nenhum de seus amigos mudaria com ela e a única pessoa que a garota conhecia em Henry Hudson era Sheila, sua ex-melhor amiga. Era bem óbvio para Claire que a escola nova seria uma droga.
Mas ela não contava em conhecer Becca, outra novata e integrante da família que é a realeza do katchup. E que de quebra tem um irmão, Andy, muito bonito e bastante legal. O que Claire não sabe é que só ela terá os meios de ajudar a família de sua amiga a superar um problema de espionagem industrial e possível sabotagem.

“Que diabos! Há quanto tempo eu estava usando esse colar e só agora Kiki revelava que havia um manual de uso?” Pág. 271.

Eu não sabia quase nada do livro até que a San resenhou ele no Blog da San e comentou que a capa brilhava no escuro. Daí, além de ter adorado o plot, eu simplesmente decidi que precisava desse livro nem que fosse só por causa da capa. Como eu estou feliz de ter comprado o livro. =)


A história é uma delícia de mistério adolescente, com personagens carismáticos e muito divertidos. Digamos que praticamente todos são excêntricos. Claire obviamente pelos seus sonhos. Kiki que mora num dos hotéis mais chiques da cidade. Os pais dela nem se fala, com suas reuniões corriqueiras de professores do departamento de francês. E Henry, o caçulinha fofo.
Claro que Claire resolver um mistério sozinha, sem ajuda, pode ser um pouco absurdo para vários leitores por ela ser adolescente, mas suas atitudes são bem plausíveis e ela basicamente apenas segue as pistas que seus sonhos dão.
Eu me diverti bastante com a leitura e achei o final bem fofo. E que me deixou bem curiosa pela continuação (espero que a Galera lance! E logo!).

Nota: 5/5.

Série Voyante (eu acho que é série... no site da autora aparecem dois livros apenas):
Garota dos Sonhos
Dream Life – não publicado no Brasil

*Esse livro foi escolhido pela San como leitura de outubro do Gêmeas Book Club.


Nenhum comentário :

Postar um comentário