#163: O Pessegueiro - Sarah Addison Allen

, em segunda-feira, 8 de julho de 2013 ,
Bookmark and Share

Editora: Planeta
Páginas: 256
Ano: 2013

Sinopse (Skoob):
Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.


Duas mulheres completamente opostas e que não se dão, se veem forçadas à união por conta de suas avós. Agatha Osgood e Georgie Jackson eram melhores amigas em 1936 e, junto com outras jovens de Walls of Water, fundaram  o Clube Social Feminino com o intuito de estarem sempre unidas e cuidarem umas das outras.
75 anos depois, Paxton Osgood está organizando a festa de aniversário do Clube que será realizada na reformada mansão Blue Ridge Madam – lar dos Jackson até 1936, quando eles faliram por conta da recessão – e manda convite para todos os moradores de Walls of Water que tenham relação com o Clube, incluindo Willa Jackson nessa lista.
Willa não planeja ir à festa, pois nunca se sentiu ligada ao Clube ou a muitos dos moradores da cidade. Ela, na verdade, era a maior pregadora de peças do colégio e saiu da cidade assim que se graduou, voltando apenas anos depois quando seu pai faleceu para ficar próxima da avó. Mas seus planos podem mudar.
Blue Ridge Madam está revitalizada e quase pronta para receber os convidados do aniversário do Clube Social Feminino, faltando apenas a conclusão do projeto paisagístico.  É quando tiram o grande Pessegueiro do terreno para colocar um Carvalho centenário no lugar, que o grande mistério surge: os ossos de um homem estavam enterrados embaixo da árvore. Esse homem é Tucker Devlin, quase uma lenda em Walls of Water que viveu na mesma época que as avós de Willa e Paxton.
Que segredos as fundadoras do Clube Feminino guardam? O que Devlin fez que o levou a ser enterrado abaixo de uma árvore? Descubram lendo O Pessegueiro.

Com personagens complexos, um cenário lindo, um mistério interessante e romance, Sarah Addison Allen encanta mais uma vez. Esse é o livro com menos magia dos três que li da autora, mas nem por isso deixa de ser uma narrativa mágica, pois Sarah sabe encantar e envolver.
Em O Pessegueiro, ela cria uma aura de união e descoberta, de mudanças e evolução. Podemos acompanhar as mudanças que uma pessoa obstinada faz em sua vida e em seu jeito de ser quando realmente quer, mesmo que isso a leve a ficar muito diferente de sua natureza. E como resgatar essa natureza, mesmo que só um pouquinho, pode deixar a pessoa mais feliz.
Nem sei mais o que dizer... A Sarah é mágica! Leiam! XD

Demais livros da autora:

Nota: 5/5 ~ favorito, como não poderia deixar de ser!

P.S.: Ainda tem uma “visitinha” de uma personagem queridíssima de outro livro da Sarah.

Nenhum comentário :

Postar um comentário