#162: Sangue na Neve - Lisa Gardner

, em sexta-feira, 5 de julho de 2013 ,
Bookmark and Share

Editora: Novo Conceito
Páginas: 416
Ano: 2013

Sinopse (Skoob):
A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.


Tessa Leoni está com o rosto muito machucado, o corpo de seu marido está estendido no chão da cozinha da casa deles e a filha dela está desaparecida, mas a mulher está firme como uma rocha. E toda essa situação acaba com o dia de folga da detetive de Boston, D.D. Warren.
D.D. estava na casa do namorado, Alex, tentando disfarçar enjoo matinal quando Bobby Dodge, detetive da polícia estadual, liga para ela e a chama a uma cena de crime envolvendo uma tropper – policial estadual – que aparentemente sofria abusos do marido e uma criança desaparecida.
O caso parece simples: uma mulher que sofria abusos do marido e na última surra conseguiu se defender, bem até demais. Mas o sumiço da criança e a fachada fria de Tessa Leoni deixam D.D. com a pulga atrás da orelha e o caso evolui bem mais complexo do que ela e Bobby imaginavam ou queriam.

Sangue na Neve segue a mesma estrutura narrativa de Viva para Contar: capítulos alternados, em que os contados pela Tessa Leoni são em primeira pessoa e os focados na D.D. são em terceira.
Passei o livro inteiro tentando decifrar a tropper Leoni e não consegui até passar muito da metade. O que adorei! A Lisa escreve de um jeito que as atitudes da personagem são ambíguas e ela caminha no limite entre vítima e suspeita sem eu conseguir determinar pra que lado ela vai cair.
Outra coisa legal é que o foco do livro é na investigação do caso, nos passos seguidos pelos detetives. Claro que mostra um pouco da vida pessoal da D.D. durante os acontecimentos, mas são momentos rápidos e inseridos no meio de tudo. Mais ou menos como na maioria dos episódios de seriados policiais estilo CSI, Bones, Criminal Minds e NCIS.
O tempo que passa entre o final de VpC e SnN é tão grande – 6 meses segundo a D.D. – que no começo da leitura achei que tinha um livro entre esses e fiquei xingando mentalmente a editora. rs

Tem uma coisa que me deixou frustrada, mas não posso falar sobre isso porque acontece já lá no final, então, vou guardar a frustração para mim. rsrs

Livros da série Detetive D.D. Warren:
1. Alone
2. Hide
3. The Neighbor
4. Viva para Contar (Live to Tell)
5. Sangue na Neve (Love you More)
5.5. The 7th Month (short story) ~ se alguém achar em e-pub por aí, me passa, por favor! Pode ser em inglês mesmo.
6. Catch Me
7. Fear Nothing


Nota: 5/5.

Nenhum comentário :

Postar um comentário