#106: O beijo das sombras - Vampire Academy - Richelle Mead

, em quarta-feira, 24 de outubro de 2012 ,
Bookmark and Share


Editora: Nova Fronteira
Páginas: 319
Ano: 2009

Sinopse (Skoob):
Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi - os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade.
Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola.
Mas isso é só o começo. Em O beijo das sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar?
Richelle Mead dá uma nova face à literatura vampiresca com este romance: mais ácida, apimentada e inteligente do que nunca, a saga dos Moroi e seus guardiões surpreende pelas reviravoltas e pela ousadia desses cativantes personagens.


Rose é guardiã de Lissa e elas estão fugindo da Escola há dois anos. Desde que uma professora alertou a Rose que era mais saudável para Lissa ficar longe de lá. Mas para vocês entenderem melhor essa história, preciso explicar sobre o universo vampiresco que Richelle Mead criou na série Academia de Vampiros.
Rose Hathaway é uma dampira, ou seja, meio vampira – meio humana. Ela se alimenta de comida, não tem problemas com o sol, tem bastante velocidade e força, isto é, não tem as fraquezas de um Moroi ou Strigoi. Seu destino é se tornar guardiã e proteger o Moroi ao qual for designada.
No momento, ela protege Lissa Dragomir, sua melhor amiga e princesa Moroi de uma das doze famílias mais importantes dos vampiros. Os Moroi têm baixa tolerância ao sol e precisam se alimentar de sangue, além de terem poderes especiais ligados a um dos elementos da natureza.
Ambas têm dezessete anos e deveriam estar na Academia São Vladimir aperfeiçoando suas habilidades, mas devido ao alerta da professora Karp e de alguns problemas que Lissa enfrentava desde o acidente em que perdeu os pais e o irmão, Rose a tirou da Escola e ambas se mesclaram no mundo humano, fugindo dos guardiões que queria leva-las de volta para a Academia e dos Strigoi.
Estes são os vampiros vilões, por assim dizer. Imortais e poderosos, eles atacam e matam humanos e dampiros sem escrúpulos, mas seu maior anseio é por sangue Moroi, que os deixa mais poderosos.
Apesar de terem passado dois anos em relativa segurança e escapando sempre dos que as procuravam, Rose e Lissa são encontradas e capturadas por Dimitri lindo Belikov e um grupo de guardiões da Academia. De volta à Escola, Rose fica em período probatório, tendo treinamento extra com Dimitri por estar muito atrasada, e afastada de Lissa na maior parte do tempo. Lissa, por sua vez, volta a conviver com os outros Moroi e com Christian, um Moroi filho de Strigoi e que é desprezado pelos demais alunos.
Em meio a todas as intrigas típicas de adolescentes, Rose precisa cuidar de Lissa – mesmo que à distância – e manter seu segredo a salvo de todos. Precisa também se manter longe de confusão ou será expulsa e forçada a se afastar de Lissa, coisa que é inimaginável. Além disso, terá de controlar seus sentimentos quanto a um certo guardião.
Rose terá sucesso em tantas missões? Descubram lendo O Beijo das Sombras.
                             
Acho que pelo dito acima vocês perceberam que eu gostei bastante do livro, não é? É verdade! Gostei principalmente de Rose e Dimitri. De Rose porque ela é irônica e cheia de iniciativa, não leva desaforo para casa e defende os amigos de tudo e todos. De Dimitri porque ele é lindo, cavalheiro, atencioso, focado, sério e eu gostaria muito de fazê-lo sorrir! e cativante.
Lissa, por outro lado, não me conquistou. Não que ela seja chata ou algo assim, a garota até que tem atitude e sabe o que quer, mas no fundo ela ainda é a mocinha frágil que precisa ser protegida e quem me conhece sabe que não me identifico muito com personagens assim.
Tem outros personagens masculinos muito bons também e totalmente periguetáveis, como Christian e Mason.
Assim, O beijo das sombras é feito de protagonistas fortes e coadjuvantes que não passam desapercebidos, o que me agradou bastante, pois faz da história um universo onde posso entrar e não ficar vendo apenas o que se passa com a protagonista, mesmo que a história seja narrada por Rose e que sua maior preocupação seja Lissa.
Além disso, a escrita de Richelle Mead é fluida e ágil. Mesmo quando ela explica sobre a hierarquia vampírica e sobre cada tipo de vampiro, isso se dá durante alguma cena em que há outras coisas acontecendo, daí a explicação não fica lenta ou maçante.
Há humor, romance, ação... Enfim, todos os ingredientes para fazer uma ótima história. E como sempre tenho falado da revisão editorial, tenho que dizer que vi pouquíssimos erros - apenas uma falta de plural – e nada que me deixasse irritada.

Nota: 5/5.

Nenhum comentário :

Postar um comentário