#72: Nove plantas do desejo e a flor de estufa – Margot Berwin

, em quarta-feira, 4 de julho de 2012 ,
Bookmark and Share

Editora: Intrínseca
Páginas: 248
Ano: 2010

Sinopse (Skoob):
LILA NOVA: 32 anos, redatora de publicidade, divorciada. RESIDÊNCIA: um conjugado reformado no Lower East Side, em Nova York. MANTRA PESSOAL: nada de animais de estimação, nada de plantas, nada de gente, nada de problemas. Mas quando ela conhece David Exley, um charmoso vendedor de plantas, algo muito colorido floresce em sua vida solitária. Das esquinas opressivas de Manhattan às luxuriantes florestas tropicais, Nove plantas do desejo e a flor de estufa é a história de uma mulher que precisa viajar além das fronteiras do senso comum e da chamada "zona de conforto" para encontrar o que realmente quer. 


Aviso logo que esse livro só pode ter sido escrito num momento de viagem louca da autora. Ela devia estar muito chapada quando o escreveu, principalmente em passagens com o sonho descrito na página 105.
Apesar de ser uma um história bem louca e em alguns momentos não fazer sentido, eu até que me diverti lendo. Leia apenas se você não se incomodar em viajar na maionese e na mitologia sobre dez plantas especiais que juntas lhe darão tudo o que você mais desejar.

Lila Nova está se recuperando de um divórcio, deslanchando na carreira de publicitária, comprou um apartamento novo e branco para reiniciar sua vida e compra uma planta para enfeitar sua nova casa.
Ela se interessa por David Exley, que lhe vendeu a ave-do-paraíso e depois duas outras plantas. E até sai para jantar com ele.
Nesse meio tempo, ela descobre uma lavanderia na Primeira Avenida que é cheia de plantas e o dono de lá – um cara muito louco mesmo! – lhe dá a muda de uma samambaia-de-fogo e diz a ela que volte para falar com ele quando a muda criar raízes. Aí Armand decidirá se Lila merece ver as nove plantas do desejo ou não.
Outro ponto importante é quando Lila conhece Sonali, a esposa de Armand, que é cultivadora de orquídeas e as duas se identificam logo de cara. O sonho de Sonali é encontrar a planta sem nome da paixão, que todos acreditam estar extinta.
Então Exley rouba as nove plantas da lavanderia de Armand e este propões à Lila que eles viajem para o México, para a Península de Yucatán, para recuperar as plantas. E ela larga o emprego e embarca nessa aventura.

Assim, Nove plantas do desejo e a flor de estufa (o porque da flor de estufa no meio do título eu só posso imaginar...) é um livro leve, mas cheio de metáforas estranhas usando plantas e o que elas significam para algumas pessoas e esses significados interferem diretamente na vida de Lila.
Em muitos momentos da leitura eu me peguei perguntando “hein?!”, mas segui com ela mesmo assim. A história tem começo, meio e fim, mas eu fiquei atordoada com as coisas que li, muito loucas mesmo.
É o tipo de livro que só arriscando para saber se vocês vão gostar ou não. Boa sorte a quem se aventurar nessa leitura.


Nota: 3/5.

Nenhum comentário :

Postar um comentário