Resenha #60: Pacto Secreto - Eliane Quintella

, em sábado, 2 de junho de 2012 ,
Bookmark and Share

Editora: Novo Século
Páginas: 357
Ano: 2011

Sinopse (Skoob):
Três regras haviam sido reveladas à Valentina. Mas, ela não sabia se existiriam outras regras que teriam sido ocultadas. Tinha certo em seu coração que precisava ter seu pedido atendido. Era o que havia de mais importante. Precisava decidir se assinaria ou não o pacto. É a pergunta que não se cala. Será que Valentina deveria assinar o pacto sem ter certeza do que estava em jogo? O que realmente assumiria se assinasse? E você, assinaria o pacto? Em troca, teria o que pedisse. Poderia ser qualquer coisa... 

Li esse livro por estar participando do book tour organizado pelo blog Amo Livros e Filmes e, pela capa e sinopse, tinha boas expectativas, mas – sinceramente – quase desisti da leitura dele em vários momentos. Carreguei no capricho mesmo.

~~~

Valentina é jovem, mas sofreu grandes golpes em pouco tempo. Primeiro perdeu seu amado pai; um ano depois a irmã ficou tetraplégica e a família tenta se acostumar com a nova condição de Sara há três anos.
Tina e a irmã são muito ligadas e sempre saiam juntas, têm o mesmo grupo de amigas e tal. Enfim, faziam tudo juntas. Com o acidente que levou à nova condição de Sara, a rotina delas mudou completamente e nenhuma consegue seguir com sua vida do jeito que dá.
Então Tina sai com as amigas pela primeira vez em muito tempo e encontra um cara que é lindo. Lindo mesmo! Divinamente lindo! (Essa descrição aparece incontáveis vezes durante o livro.) E ele propõe a ela um pacto com Satan. Neste pacto, Tina receberá tudo que desejar e terá que fazer o que o diabo quiser.
Ela fica bastante tentada, mas não aceita logo e pede um prazo para pensar. Daí Valentina começa uma busca por informações sobre o tal pacto escarafunchando a internet e se encontrando propositalmente com o Enviado de Satan para tentar fazê-lo soltar informações.

~~~

A premissa do livro é muito interessante e pela leitura, sabemos que houve muita pesquisa, sendo mostrados vários mitos clássicos sobre o diabo, os anjos caídos e o pacto em si.
Os questionamentos de Valentina sobre Deus e seus desígnios são válidos e bem reais. E sua dúvida quando a deixar sua fé – ela é e vem de família religiosa – e aceitar o pacto também é bastante crível.
O problema, para mim, foi o desenvolvimento da narrativa. Muitas repetições desnecessárias de descrições, como toda vez que o enviado aparecia Valentina ficar pensando o quanto ele era bonito e coisas desse tipo. Além disso, momentos em que ela deveria ser prática e encarar os fatos com seriedade, ficava divagando sobre o quanto o Enviado era bonito.
O que me leva a outro ponto importante: a personagem tem 28 anos, mas em alguns momentos se comporta e tem conversas que uma adolescente dez anos mais nova teria.
O livro é narrado por ela e, como todo livro em  primeira pessoa, vemos a personagem dizer o que acha que os outros pensam dela, mas Tina afirma o que seus amigos ou família estão pensando como se soubesse daquilo com certeza, só que isso não soou muito bem.
A leitura não é maçante, mas não me prendeu por mais que poucas páginas a cada momento e foi custoso terminar o livro. Cheguei a pensar em desistir em alguns momentos, mas não gosto disso e persisti. O final é digno – o que consola um pouco – e deixa um link para a continuação. E eu quero ler para saber como vai ser o desenrolar da história.

Para não contar tudo, encerro minha resenha aqui, mas quem quiser ver mais sobre o que achei, fiz histórico capítulo a capítulo no skoob: http://www.skoob.com.br/estante/livro/12308766.

Nota: 2,8/5.

Camila Araújo


Nenhum comentário :

Postar um comentário