Série Mortal

, em terça-feira, 15 de maio de 2012 ,
Bookmark and Share

Vez ou outra eu tenho que falar para vocês da minha série literária preferida de todos os tempos: a Série Mortal, da Nora Roberts. Hoje, vou apresentar a vocês vários personagens que estão sempre aparecendo.

A história começa em 2058, onde a tecnologia está em tudo: há robôs feitos a semelhança de humanos usados como serviçais, os carros voam, escadas rolantes sobem das calçadas pelas laterais dos prédios, há também as esteiras rolantes que levam de um prédio a outro, o maravilhoso auto-chef para servir comidas e bebidas e muitas outras tecnologias.
O que não mudou foi a maldade humana e os vários meios que ela se manifesta nos crimes ocorrentes na cidade mais movimentada do planeta. É aí que entra o Departamento de Polícia de Nova York e a tenente mais conhecida da literatura.

Eve Dallas: tenente da divisão de homicídios da polícia de Nova York, não lembra de nada anterior a seus oito anos, quando entrou no sistema de orfanatos após ser encontrada em um beco escuro de Dallas coberta de sangue e com um braço quebrado. Durante a série, ela tem pesadelos terríveis com cenas de sua primeira infância e começa a lembrar do que aconteceu com ela – os abusos constantes. É muito fechada e vive para o trabalho. Completamente viciada em café e barras de chocolate.

Roarke: multimilionário, dono de metade da Terra e vários satélites e colônias extraterrestres. Irlandês lindo e charmoso, saí com mulheres glamorosas até se apaixonar por Eve durante a investigação de um caso em que ele inicialmente é o principal suspeito. Construiu sua mega ultra fortuna com negócios ilegais que foi legalizando ao longo do tempo e apressou esse processo ao conhecer Eve – afinal, sua Tira (como ele carinhosamente a chama ocasionalmente) precisa de um homem “dentro da lei” ao seu lado. Durante a série descobre fatos novos sobre a mãe que perdeu bem pequeno e sobre o pai, com quem nunca se deu.

Mavis Freestone: foi presa por Eve por um crime menor e se tornou a melhor amiga da tenente. Mavis é louca, usando de eufemismo. Cantora com voz de estourar tímpanos e quebrar vidros canta em um pub decadente de Nova York até que Roarke decide produzir seu CD e ela estoura nas paradas de sucesso. Suas roupas são coloridas demais ou monocromáticas demais, minúsculas demais ou esvoaçantes ou colantes demais. Com Mavis tudo é demais, quer dizer, “super mag”.

Summerset: mordomo de Roarke. Veio da Irlanda com ele e o conhece desde a adolescência, muito fiel ao homem que é como um filho para ele. Atura Eve simplesmente porque ela é a mulher de Roarke, mas os dois vivem brigando e provocando um ao outro o que gera cenas muito engraçadas.

Capitão Ryan Feeney: chefe da DDE – Divisão de Detecção Eletrônica – treinou Eve quando ela era novata na polícia e ficaram amigos depois de 10 anos trabalhando próximos. Mesmo em setores diferentes, estão sempre trabalhando nos mesmos casos, já que Eve não tem paciência com equipamentos eletrônicos. Leva sempre no bolso um saquinho de amêndoas cobertas de chocolate e as come durante as reuniões sobre as investigações. Eu o vejo como pai da Eve.

Comandante Jack Whitney: chefe da polícia de Nova York. Amigo de longa data de Feeney e se dá bem com Eve, confia em seu trabalho. É um homem sério e trabalhador, faz malabarismo com a política inerente ao cargo e cobre Eve, quando ela precisa de apoio em situações que não são muito bem vistas. Eu o vejo como um tio para Eve.

Dra. Charlotte Mira: psiquiatra de renome faz perfis dos criminosos para a polícia de Nova York. Também faz parte da equipe que avalia os policiais a cada vez que eles usam força máxima nas armas de atordoar (armas à bala são proibidas e foram abolidas do sistema policial). Ajuda Eve a enfrentar seus traumas de infância e também em sua relação com Roarke. Eu a vejo como mãe da Eve.

Oficial Delia Peabody: vem de uma grande família partidária da vida natural e pacifista. Era policial de rua, respondendo a chamados e isolando cenas de crime até que passa a trabalhar como assistente de Eve. É toda certinha, com seus sapatos de tira sempre engraxados e a farda impecavelmente passada. Elas se tornam boas amigas.

Detetive Ian McNab: trabalha na DDE como subordinado de Feeney, é chamado por este quando o caso envolve trabalho extenso de análise de eletrônicos ou quando Ryan está atolado em outro caso. Veste as roupas mais coloridas do planeta (tipo terno roxo, camisa amarela-gema-de-ovo e tênis vermelho berrante), usa o cabelo longo e tem vários brincos. É um gênio dos computadores.

Nadine Furst: repórter do Canal 75, cobre os grandes furos e está sempre atrás de Eve para ter exclusivas sobre os casos. No começo, Dallas não se dá nada bem com ela, mas vê que Nadine leva seu trabalho muito a sério e passa a usá-la em alguns casos para expor determinadas informações e atrair os criminosos. Terminam se tornando amigas, mais ou menos.

Caro: assistente pessoal de Roarke. É elegante e eficiente. Uma amiga do patrão, na verdade. Eve gosta dela logo de cara, pelo seu profissionalismo.

Legista Chefe Li Morris: recebe várias visitas de Eve e até presentinhos (whisky original e entrada para jogos de hockey, por exemplo) para colocar as autópsias urgentes da tenente na frente de outros casos que lotam seu necrotério.

Dickie “Cabeção” Berenski: chefe do laboratório de análises, aparece esporadicamente, sendo pressionado por Eve ou Peabody sobre o resultado dos testes das provas dos casos delas.

Detetive David Baxter: da divisão de homicídios. Ajuda Dallas em alguns casos, mas gosta mesmo é de tirar onda com ela.

Tenente Donald Webster: trabalha na corregedoria e já teve um caso com Eve. Em um dos primeiros livros leva uma surra de Roarke porque ainda se sente atraído pela tenente.

Oficial Troy Trueheart: está protegendo uma cena de crime com sua parceira e supervisora quando Eve chega para assumir o caso. A supervisora dele tem problemas com Dallas e meio que prejudica o caso em alguns momentos, então a tenente dá um jeito de trocar Trueheart de supervisor e o coloca para trabalhar com Baxter.

Charles Monroe: acompanhante licenciado de alta classe. É testemunha em um dos primeiros livros e gosta de chamar Eve de “Tenente Docinho”. Charmoso e bem relacionado nas altas rodas, se torna uma espécie de informante de Dallas.

Leonardo: tem 2 metros de altura, é musculoso até demais, e um docinho de homem, sensível e estilista excepcional. Passa de suspeito em um caso a namorado de Mavis, estilista da cantora e estilista de Eve, para quando esta precisa encarar as festas chiques que Roarke frequenta de vez em quando.

Dra. Louise DiMatto: médica de uma clínica que atende os mais necessitados – mendigos e acompanhantes que trabalham nas ruas. Vem de família rica, mas não gosta de trabalhar para a alta sociedade e prefere atender nas piores partes de Nova York. As vezes, custeia o que a clínica precisa com seu próprio dinheiro. É consultora de Eve em alguns casos.

Galahad: era o gato da primeira vítima do livro Nudez Mortal e seria levado para um abrigo, mas Eve o leva para seu apartamento e acaba ficando com ele. Se gatos já são independentes, esse consegue ser mais ainda. Gosta de Eve, Roarke e Summerset, o que irrita a tenente – ela considera essa afeição uma traição da parte dele.

Vocês podem achar que falei demais, mas há outros personagens recorrentes que eu não coloquei aqui porque não têm tanto destaque e/ou não são tão queridos por mim e/ou é melhor conhece-los lendo pelas situações em que eles aparecem serem melhores se forem descobertas por vocês durante a leitura.

A ordem dos livros já lançados no Brasil pela Bertrand Brasil:
- Nudez Mortal
- Glória Mortal
- Eternidade Mortal
- Êxtase Mortal
- Cerimônia Mortal
- Vingança Mortal
- Natal Mortal
- Conspiração Mortal
- Lealdade Mortal
- Testemunha Mortal
- Julgamento Mortal
- Traição Mortal
- Sedução Mortal
- Reencontro Mortal
- Pureza Mortal
- Retrato Mortal
- Imitação Mortal
- Dilema Mortal
- Visão Mortal (será lançado no segundo semestre de 2012)


Aqui já são 18 livros, com previsão de lançamento do 19º. Nos Estados Unidos já há mais de 40 volumes, entre volumes normais e contos extras. Então, boa sorte para mim e para quem mais acompanha essa série maravilhosa.

Nenhum comentário :

Postar um comentário