Resenha #18: Eu sou o número Quatro - Pittacus Lore

, em terça-feira, 6 de dezembro de 2011 ,
Bookmark and Share

Editora: Intrínseca
Páginas: 350
Ano: 2011

Sinopse (do Skoob):
Nove bebês aliens estão se escondendo entre os seres humanos, eles fugiram de seu planeta natal, Lorien, para se esconder na Terra. Uma espécie invasora, os Mogadorians, destruíram seu planeta, e seguiram eles a Terra para caçá-los. Cada um dos nove aliens é dado a um tutor para desenvolver seus poderes sobre-humanos enquanto se tornam adultos e lhes são atribuídos números. Estas últimas crianças de Lorien só pode ser mortas na sequência de seus números.


A história dos Legados de Lorien é transmitida a nós pelo ancião Pittacus Lore, mas nesse primeiro livro é narrada, em sua maior parte, pelo Quatro.

“- Os Legados vivem. Eles vão se encontrar e, quando estiverem prontos, vão destruir vocês.
Pág. 9”

O planeta Lorien foi destruído pelos mogadorianos e dele só escaparam 9 crianças, 9 Cêpans e o piloto da nave que os levou à Terra. Foi uma viagem de um ano e, ao chegar, cada Cêpan pegou uma criança e viajou.  Os 9 pequenos são os Legados e estão separados para sua segurança, pois um feitiço foi lançado e impede que os mogadorianos os matem aleatoriamente, a não ser que qualquer das crianças se una a outra.
Dez anos se passaram e o Três acaba de ser morto, então Quatro e Henri – seu Cêpan – se mudam mais uma vez, agora para Paradise – Ohio. O Legado assume o nome de John Smith e Henri exerce o papel de pai, mas é seu guardião.
Os Legados possuem poderes e formam a Guarde e os Cêpans, ou guardiães, acompanham os Legados desde pequenos para ajudá-los a entender a história do planeta e a desenvolver seus poderes.
A cada vez que se mudam, John entra em uma nova escola e é instruído e treinado para não se aproximar dos humanos, pois a qualquer momento eles podem precisar se mudar novamente e formar laços complica tudo.
Ao chegar à nova escola, duas pessoas despertam a atenção de John: um garoto alto e magro que usa óculos fundo de garrafa e camisa da Nasa e está sozinho, e uma garota loira de cabelos longos e lisos e olhos azuis que tira fotos de todos e transita entre todos os grupos.
Tudo que John quer é poder passar mais do que poucas semanas em um mesmo lugar e ser um adolescente normal, com amigos e o que mais os humanos fazem.
Quando entra em sua sala de aula, é apresentado à turma e logo surge uma inimizade com Mark, um dos atletas e, como o próprio Quatro percebe, um valentão.
Na nova casa, Henri guarda uma arca de madeira com entalhes intrincados. John não sabe o que há dentro dela, apenas que é importante. Além disso, ele tem vários computadores e televisões para monitorar quaisquer informações que denotem que os mogadorianos estão chegando perto deles.
Em Paradise, John acaba por criar laços com Sarah, a garota de olhos azuis, e Sam, o garoto da camisa da Nasa. A cada dia, Mark acha um novo jeito de encrencar John por sua proximidade com Sarah, ex-namorada dele. Os legados, ou poderes, enfim começam a aparecer e Henri o faz treinar todos os dias, para fortalecê-lo.

O livro é muito bom e a história tem um estilo diferente do que eu já tinha lido e a única coisa que me fez tirar 0,2 da nota do livro, foi que ele não prendeu minha atenção como outros livros e eu acabei por demorar a terminar a leitura.
John é um adolescente e tem seus momentos de rebeldia contra Henri – que é uma mistura de pai e segurança –, mas na maior parte do tempo é muito responsável já que quer se manter vivo.
Sam é um nerd ou seria um geek? ligado em ufologia por causa do que aconteceu com seu pai e se torna o melhor amigo de Quatro.
Sarah é a garota legal da escola. Se dá bem com todos e é bonita. Já foi namorada de Mark, o encrenqueiro, e gosta de John, ficando muito próxima dele.
Tem um personagem que é meu queridinho: Bernie Kosar, um cachorro da raça beagle que surge na escola e é adotado por John. Ele guarda um segredo muito importante.
Enfim, vou parar por aqui antes que eu fale demais. rs
Indico demais esse livro e o filme também. (Larissa, que tal uma análise desse? Eu achei o filme bem fiel. ^^)

Nota: 4,8/5.

Camila Araújo

Nenhum comentário :

Postar um comentário