Resenha #1: Garota Perfeita - Mary Hogan

, em terça-feira, 16 de agosto de 2011 ,
Bookmark and Share

Editora: Galera Record
Ano: 2008
Páginas: 222

Sinopse (tirada do Skoob):
Ruthie Bayer está com problemas: está apaixonada pelo vizinho e amigo de infância e não sabe o que fazer. De repente, uma nova garota aparece no colégio, e Ruthie percebe que precisa tomar uma atitude — e rápido. Ela vai precisar de ajuda profissional e sua tia, uma colunista famosa conhecida como a Deusa do Amor de Nova York, é a pessoa certa para isso. Se ela não puder transformar Ruthie em uma garota perfeita, ninguém poderá. O mundo de Ruthie vai ficar de cabeça para baixo. Mas será que ela está pronta para mudar?



Ruthie Bayer é uma garota ruiva, cheia de sardas, tem um estilo de vestir imposto pela mãe, por sinal muito simples. Mas isso muda com a chegada de sua tia de Nova York. Uma chegada que foi proposital, pois a mãe de Ruthie não gostava da irmã. Além do mais, ela – aos onze anos – descobriu que sua tia era conselheira amorosa, o que viria bem a calhar para os planos de Ruthie.

A volta às aulas já é bastante difícil, imaginem então com uma garota nova e perfeita? Pois foi bem o que aconteceu, ela simplesmente não tinha nenhum defeito: cabelos longos e lisos, unhas muito bem feitas e pintadas de vermelho, pele aromática e aparentemente macia. Todos os garotos olhavam para ela, até o seu vizinho.
Perry – vizinho de Ruthie – era um menino muito inteligente, com o estilo de mala. Mas isso o tornava bonito, principalmente o seu dente torto, o qual era ridículo, mas não de uns tempos para cá.

O livro é envolvente, porque retrata as dúvidas que rolam na cabeça de várias adolescentes, é muito divertido quando ela chama sua tia e não recorre a sua mãe.
É uma leitura bastante interessante que possui uma lição nas entrelinhas. Uma comédia romântica que retrata um pouco de amor platônico e, como na vida da maioria das adolescentes, tem pontos tristes e alegres.
Até que as vezes vocês podem se sentir a própria personagem. Leia, é uma ótima escolha.

Resenha  por Thalia Moura.

Nenhum comentário :

Postar um comentário